Mês: maio 2016

Incenso de Ervas Aromáticas

O incenso de ervas aromáticas secas serve para purificar e aromatizar o ambiente, trazendo o cheiro do campo para dentro da sua casa. Para, além disso, são ótimos objetos de decoração e presentes originais saudáveis.
como-fazer-incenso-com-ervas-aromaticas
 
As ervas mais indicadas para fazer incenso são:
 
Alecrim
Alfazema
Hortelã
Tomilho
Salvia
Erva Cidreira
Pinheiro
Cedro
As ervas devem ser colhidas em dias ensolarados e secos. Caso apanhe ervas úmidas, estas poderão criar bolor e apodrecer com facilidade.
Corte as plantas pelos caules e nunca pela raiz. 
Estas devem ser embrulhadas com fio de algodão. Quanto mais o fio estiver apertado as ervas irão queimar mais lentamente. 
Arranque todas as folhas doentes (estas não devem ser usadas).
  • 1-Comece por fazer um nó na ponta do ramo da erva aromática que escolheu;
  • 2-Seguro no ramo e comece a enrolar o fio, dê 2 a 3 voltas e volte a dar um nó;
  • 3-Continue a enrolar o fio até a outra ponta oposta (as folhas desta extremidade podem ficar soltas ou serem dobradas);
  • 4-Certifique-se que o fio está a ficar bem apertado (as ervas de folha larga não necessitam de tanto fio);
  • 5-Vire o ramo e continue a enrolar o fio até a extremidade por onde começou (como mostra a figura);
  • 6-Caso ache necessário pode voltar a repetir o procedimento certificando-se que termina na extremidade por onde começou;
  • 7-Pendure os raminhos secos atrás de uma porta num lugar escuro e seco, onde haja uma boa circulação de ar;

incenso-natural-de-ervas-aromaticas

 

  • 8-Aguarde algumas semanas para que as ervas estejam completamente secas antes de fazer a queima;
  • 9-Quando as ervas estiverem prontas segure na extremidade por onde começou e com a ajuda de uma vela comece a queimar a ponta do ramo;
  • 10-Deixe queimar uns 2 minutos e assim que o fogo pegar bem apague-o e lentamente assoprando (tenha cuidado com as pequenas fagulhas incandescentes que podem soltar;
  • 11-Pouse lentamente o ramo num prato de barro;
  • 12-Caso queira apagar o seu ramo de incenso natural esmague e sufoque as pontas que se encontram incandescentes (evite usar água, pois pode danificar o ramo e sua possível reutilização.

incenso-de-ervas-aromaticas

Fonte: Dicas Naturais

 

 

Reiki – Como Tratar de Gripes e Resfriados

https://www.youtube.com/watch?v=Lyim5Ipmk1w

Publicações sobre Reiki!

– Revista Galileu

– Ricardo Monesi (apresentação de trabalho acadêmico)

– Info Escola

 

Comemorar o Aniversário – O que Significa?

comemoração do aniversário (só uma imagem para o site)Bem, como comemorei meu aniversário no dia 15 de Maio, surgiu numa conversa familiar o porque de comemorarmos e eu, curiosa que sou, fui atrás de informações sobre o assunto.
Às vezes você não se questiona porque se comemora o aniversário se você está ficando mais velho?
Comemorar o aniversário é sempre uma ocasião que praticamente todo mundo gosta de comemorar, sim praticamente todo mundo porque tem pessoas que odeiam e não gostam de comemorar, certamente deve ter acontecido alguma coisa ruim com essa pessoa e mesmo que neguem está em seu subconsciente que comemorar é ruim. Mas, vou me ater àquelas que gostam de comemorar e que são a maioria.
Ao buscar o porque de se comemorar, encontrei algumas diretrizes que me fizeram ver o quanto é legal comemorar. Uma delas bate com a minha forma de pensar que é voltada para o mundo energético. Como todos sabem, sou estudante das energias que nos rodeiam e a forma como elas nos afetam.
Ao receber as felicitações, recebemos uma carga energética muito positiva que nos deixam felizes, nos sentimos bem e energizados. Pense no que acontece quando alguém morre e você recebe a triste e pesada palavra “meus pêsames”, acho que receber “os pêsames” deixa a pessoa mais triste, particularmente não gosto dessa palavra, mesmo sabendo da perda, me parece uma forma de afirmar categoricamente a você que você perdeu mesmo aquela pessoa para sempre, (não entrarei a fundo nesse assunto hoje porque não é o foco do post). Então, quando você está recebendo as “FELICITAÇÕES (desejo de felicidade), a carga boa de energia que recebemos é muito forte, muito gostosa, muito positiva e eleva nosso astral.
Tem pessoas ainda que ficam deprimidas quando essa data se aproxima e isso é normal, pois pensamos em coisas que gostaríamos que tivessem sido diferente, lembramos de pessoas queridas que estão distante, objetivos que não foram alcançados ainda, resoluções tomadas no último ano e que não foram colocadas em prática, enfim, achamos que poderíamos ter feito coisas diferentes nesse ano que passou e que por algum motivo ficou para outra hora ou, outro ano. Estamos aqui justamente para aprendermos a viver, então não há o que se lamentar pois, a nova oportunidade de fazer diferente surge novamente todos os dias.
Entendendo que os sentimentos afetam nosso astral e nossa saúde, hoje, estando eu um pouco mais sensível e melancólica, tratei logo cedo em mudar o padrão dos meus sentimentos e não quis deixar que esse sentimento tomasse conta de mim no dia do meu aniversário, pois se deixasse, eu ficaria muito sentimental o dia inteiro, afetando até quem estaria perto de mim, então tratei logo de mudar essa energia, coloquei uma meditação maravilhosa da Louise Hay, me olhei no espelho e fiz o exercício de enviar bons pensamentos para mim e ver tudo de bom que eu já conquistei na minha vida, quantos desafios já superei, quantas dores e mágoas eu superei e agradeço pela pessoa que sou hoje e a pessoa melhor que serei a cada novo dia, eu luto com meus “fantasmas” para me superar e ser uma pessoa melhor para esse mundo. Atingir a perfeição é sempre o objetivo do espírito humano, temos todos um longo caminho pela frente. Acredito que um espírito elevado vai para um plano superior, com menos problemas dos quais enfrentamos aqui neste lindo planeta Terra.  E  eu quero elevar minha vibração para poder chegar num  desses  lugares de paz após a minha partida deste plano, leve o tempo que for preciso ou quantas vidas eu tiver que viver. Sou otimista e batalhadora, então estarei trabalhando para ser melhor hoje do que fui ontem, sempre!
Devemos agradecer sempre em nossa data natalícia, não por ter passado mais um ano e acrescentarmos mais um digito na nossa idade, mas, devemos comemorar e agradecer pelo ano que passou e todas as coisas boas que aconteceram conosco, mesmo tendo passado por alguma dificuldade, ter passado por algum problema de saúde, ter perdido alguém querido nesse período, estar longe de pessoas que amamos ou mesmo ter passado por qualquer situação difícil, estamos aqui nesse momento tendo a oportunidade de fazer diferente, mudar alguma coisa que intimamente sabemos que não está legal, formar novas ideias, novos projetos e isso não precisa ser só quando se comemora o aniversário, devemos fazer isso todos os dias quando abrimos os olhos ao acordar, claro que a força maior dessas resoluções, acontecem quando aniversariamos, pois é a mesma energia positiva que temos quando o Ano Novo começa, é o início do Ano Novo Pessoal.
Saindo do âmbito pessoal, voltemos para o motivo do post, “Porque comemoramos o aniversário?
De onde surgiu o ato de comemorar o aniversário?
Segue abaixo algumas informações e curiosidades sobre essa data festiva, (retirada do site: Wikipédia e Mundo Estranho da editora Abril)
Etimologia
A palavra aniversário vem do latim anniversarius ( adjetivo relativo a algo que acontece todos os anos; anual ). A palavra usada no latim para aniversário é natalis.
Origem da comemoração
Os vários costumes de celebração de aniversários natalícios das pessoas hoje em dia têm uma longa história. Suas origens acham-se no domínio da mágica e da religião. Os costumes de dar parabéns, dar presentes e de celebração – com o requinte de velas acesas – nos tempos antigos eram para proteger o aniversariante de demônios e garantir segurança no ano vindouro. Até o quarto século, o Cristianismo rejeitava a celebração de aniversário natalício, pois o consideravam como um costume pagão. É interessante notar que na bíblia há a narrativa de apenas duas festas de aniversário, em Gênesis 40:20 e Mateus 14:6 e sobre estes eventos um dos pais da igreja, “Orígenes (escritor do terceiro século EC)… insiste em que ‘dentre todas as pessoas santas nas Escrituras, não se registra nenhuma delas como tendo guardado uma festa ou realizado um grande banquete em seu aniversário natalício. São apenas os pecadores (como Faraó e Herodes) que fazem grandes festejos quanto ao dia em que nasceram neste mundo cá embaixo.
Os judeus “consideravam as celebrações de aniversários natalícios como parte da adoração idólatra…, e isto provavelmente por causa dos ritos idólatras com que eram celebrados em honra dos que eram considerados como deuses padroeiros do dia em que a pessoa nasceu”. McCLINTOCK, John; STRONG, James. Cyclopædia de M’Clintock e Strong (em inglês). Note que o dia mais importante na religião conhecida como Satanismo é o dia do nascimento, pois acreditam que neste dia nasce um deus.
Os gregos dizem que cada um tinha um espírito protetor ou gênio inspirador que assistia seu nascimento e vigiava sobre ele em vida. Este espírito tinha uma relação mística com o deus em cujo aniversário natalício o indivíduo nascia. Os romanos também endossavam essa ideia. O costume de acender velas nos bolos começou com os gregos. Bolos de mel redondos como a lua e iluminados com velas eram colocados nos altares do templo de Ártemis. As velas de aniversário, na crença popular são dotadas de magia especial para atender pedidos.
Acreditava-se também que as saudações natalícias tinham poder para o bem ou para o mal, porque a pessoa neste dia supostamente estava perto do mundo espiritual.
Outras obras de referência entram em consideráveis pormenores sobre a origem das celebrações de aniversários natalícios: As festas de aniversários natalícios começaram anos atrás na Europa. As pessoas acreditavam em espíritos bons e maus, às vezes chamados de fadas boas e más. Todos temiam que esses espíritos prejudicassem o aniversariante, de modo que ele ficava cercado de amigos e parentes, cujos votos de felicidade, e sua própria presença, o protegeriam contra os perigos desconhecidos que o aniversário natalício apresentava.
Dar presentes resultava em proteção ainda maior. Uma refeição em conjunto fornecia uma proteção adicional e ajudava a trazer as bênçãos dos espíritos bons. Portanto, a festa de aniversário natalício destinava-se originalmente a proteger a pessoa do mal e garantir que tivesse um bom ano.’
No livro: Birthday Parties Around the World (Festas de Aniversário em Todo o Mundo) (em inglês de 1967), explica a origem de muitos costumes relacionados com aniversários natalícios. Por exemplo: “O motivo de se usarem velas remonta aos antigos gregos e romanos, que acreditavam que círios ou velas tinham qualidades mágicas. Eles oravam e faziam pedidos a serem levados para os deuses pelas chamas das velas. Os deuses enviariam então suas bênçãos e talvez respondessem às orações.”
CONTRA O INFERNO ASTRAL
Assim como o “feliz aniversário”, o hábito de dar presentes aos aniversariantes tem o objetivo original de afastar os maus espíritos. Isso já acontecia no Egito antigo e em Roma. Durante a Idade Média, na Alemanha, há registro de uma espécie de Papai Noel, a quem se conferia a função de distribuidor de presentes
BALÃO COR DE CARNE
Acredita-se que os balões foram os primeiros brinquedos das crianças. É claro que os primeiros não eram feitos de plástico, mas de (argh!) intestinos e tripas de animais mortos, inflados com ar. Eles passaram a figurar nas festas de aniversário como um agrado às crianças.
SOM NA CAIXA
O “Parabéns a Você” surgiu em 1875. Na verdade, nesse ano as americanas Mildred e Patrícia Hill criaram a melodia de “Good Morning to All”, que, depois de mudanças aqui e ali, deu origem ao “Parabéns a Você”, em 1924. A versão brasileira da música foi decidida em um concurso da Rádio Tupi-RJ, em 1942, vencido pela paulista Bertha Celeste Homem de Mello
SOPRANDO AS VELINHAS
O bolo e as velas foram herdados dos gregos. Todo dia 6, eles faziam festas à deusa Artemis nas quais colocavam velas sobre uma torta, simbolizando a lua cheia, que, segundo a mitologia, era a forma com que a deusa se expressava. Na Idade Média, por razões desconhecidas, os alemães retomaram o hábito em festas de crianças.
O BRIGADEIRO É NOSSO!
O docinho mais famoso dos aniversários é brasileiro, o mesmo surgiu na disputa presidencial de 1945. Eleitoras do brigadeiro Eduardo Gomes criaram o “doce do brigadeiro” tentando conquistar votos através do paladar do eleitorado. O doce foi um sucesso, mas o brigadeiro acabou perdendo as eleições.
SINTO MUITO
A tradição de enviar cartões de aniversário começou na Inglaterra, no início do século 20. Os cartões serviam como um pedido de desculpas carinhoso quando a pessoa não podia visitar o aniversariante. Hoje muita gente prefere entregar o cartão pessoalmente.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén