Mês: outubro 2016

A Importância dos Mantras

mantras-2

O mantra é uma fórmula mística e ritual recitada ou cantada repetidamente. A palavra provém do sânscrito e tem muitas diferenças sutis de significado, “instrumento da mente”, “linguagem divina” e “linguagem da fisiologia espiritual humana” são apenas algumas de suas conotações. Os mantras se originaram do hinduísmo, mas também são utilizados no budismo e outras religiões.

Os místicos praticam a palavra mágica há milênios. Para algumas escolas, principalmente as de fundamentação técnica, o mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Existem mantras para facilitar a concentração e meditação, mantras para energizar, para adormecer ou despertar, para desenvolver os chakras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los.

Ao longo dos anos, os ocidentais que chegaram ao oriente tentaram explicar porque os mantras produzem os efeitos esperados. John Blofeld, pesquisador que estudou por dentro as culturas indiana e chinesa, notou que não é necessário saber o significado das palavras ditas. Alguns psicólogos ocidentais defendem que o mantra possui uma energia sonora que movimenta outras energias que envolvem quem o entoa. Blofeld observou que não importa a correção da pronúncia, ele encontrou o mesmo mantra entoado de forma muito diferente em países diversos, e sempre produzindo os efeitos esperados.

Outra explicação seria a mesma usada para o efeito dos mudras: um gesto repetido por tantas pessoas durante tantos séculos que criou um tipo de caminho energético – que podemos chamar de marca no akasha, ou no inconsciente coletivo – que é rapidamente seguido pela psique da pessoa que o executa.

Algumas pessoas marcam a repetição dos mantras usando um mala, ou japamala (em sânscrito, japa = sussurrar e mala = cordão). Trata-se de um colar de 108 contas, utilizado por hinduístas e budistas, que cumpre a mesma função do terço católico. Como o número 108 é considerado mágico na Índia, pois simboliza o eterno, recomenda-se entoar o mantra pelo menos 108 vezes.

Símbolo do Om

Alguns mantras comuns:

Om:
É o mantra mais importante do hinduísmo e outras religiões. Dizem que ele contém o conhecimento dos Vedas e é considerado o corpo sonoro do Absoluto. O Om é a vibração primordial, o som do qual emana o Universo, a substância essencial que constitui todos os outros mantras, sendo o mais poderoso deles. É a raiz de todos os sons da natureza.

Assim como na Bíblia, onde o livro sagrado dos cristãos diz: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por meio dele.” (João 1:1-3).

Om Namah Shivaya:
É um mantra que acalma as agitações da mente e sua repetição mental ou oral nos eleva dos níveis inferiores de consciência para níveis mais elevados. Sua repetição equilibra os chakras e traz proteção espiritual.

Om Mani Padme Hum:
Este é o célebre mantra que costuma ser traduzido como: “A jóia da consciência está no coração do lótus” ou “da lama nasce a flor de lótus”. É o mais entoado pelos budistas tibetanos, a disciplina espiritual que faz uso deste célebre mantra é empreendida para promover a ideia do desenvolvimento espiritual associado ao ato de servir à vida. Cada sílaba purifica por completo as emoções negativas que são a manifestação do sofrimento: orgulho, inveja, desejo, ignorância, ganância e ódio.

Om Shanti Om:
Mantra de paz no hinduísmo, ele pode ser considerado apenas uma saudação, mas se repetido diversas vezes induz à um estado de relaxamento profundo, calma interior e bem estar. É indicado também para elevar a consciência durante a prática da meditação.

Mantra Gayatri:
Gayatri é considerado um dos mais antigos mantras védicos. Segundo a tradição hindu, Brahman (o Criador) recebeu esse mantra da Suprema Divindade e, ao meditar sobre o seu significado, obteve o poder de criar o Universo. Seus versos são:

Om
Bhur bhuvah swah
Tat savitur varenyam
Bhargo devasya dhimahi
Dhiyo yo nah prachodayat.

Tradução:

‘Om
Oh! Divina mãe, afaste de nós a ignorância e ilumine o nosso Ser!
Dê-nos uma mente serena, para que a sua imagem possa sempre nela refletir-se!

Mantras e Chakras:

As rodas de energia numa dada frequência produzem os sons que são emitidos por nós pelas suas vibrações. Daí descobriu-se o som especifico de cada chakra, conhecidos também de bija mantras, que quando são entoados repetidamente, suas vibrações sintonizam com estes canais, equilibrando cada centro energético e influenciando diretamente nosso estado de espírito.

Lam:
Som do chakra Muladhara, localizado na base da coluna vertebral. É regido pelo elemento terra, sua cor é vermelha. É a nossa ligação com este mundo, nosso senso de sobrevivência e medos.

ChakrasVam:
Som do chakra Swadhisthana, localizado pouco abaixo do umbigo, seu elemento é água e sua cor laranja. Está associado a reprodução, como também ao prazer sexual e material.

Ram:
Som do chakra Manipura, localizado no plexo solar, de elemento fogo e cor amarela. Relacionado à nossa mente racional, vitalidade e vontade.

Yam:
Som do chakra Anahata, localizado no centro do coração, tem como elemento o ar e a cor verde. É a união entre as energias materiais e espirituais. Está associado com o amor e a compaixão.

Ham:
Som do chakra Vishuddha, localizado no centro da garganta, seu elemento é o éter e sua cor é azul. Está associado à comunicação e à auto-expressão.

Om:
Som do chakra Ajna. Contém o princípio da Unidade, a energia masculina e feminina. É centro da terceira visão, da inteligência cósmica e da intuição. Cor índigo.

Muitos praticantes não entoam nenhum mantra para o último chakra e permanecem apenas em silêncio, mas em algumas técnicas é utilizado o Ogum Satyam Om.

Ogum Satyam Om:
Som do chakra Sahasrara. Está localizado no topo da cabeça e contém todos os elementos. É relacionado à habilidade de se conectar espiritualmente, à paz e à sabedoria. Sua cor é o lilás.

Recomendo muito o áudio abaixo, eu mesmo já o utilizei em algumas meditações e gostei bastante do resultado. Trata-se de uma meditação guiada através da poderosa técnica Chakra Dhyana, que consiste na ativação dos chakras – do Muladhara ao Sahasrara – cada um com seus respectivos mantras até o despertar da Kundalini.

Cada mantra – combinado com a intenção – aumenta os benefícios físicos e espirituais. Quando combinamos a energia física do mantra, a vibração sonora com a energia mental da intenção e da atenção, aumentamos, fortalecemos e direcionamos o efeito energético do mantra.

A intenção e a razão de estarmos recitando o mantra, é transmitida pela vibração física, produzindo um efeito. Essa é a essência do mantra sanscrítico.

Boa prática!

Fonte: http://despertarcoletivo.com/a-importancia-dos-mantras/

O QUE FAZER COM O FILTRO SOLAR QUE EXPIROU? 5 MANEIRAS DE RECICLÁ-LO

Quando acaba o verão, muita gente tende a manter o protetor solar que ainda não acabou para usá-lo no ano seguinte. Esse comportamento, no entanto, é errado: o filtro solar, de fato, normalmente têm a duração de seis ou doze meses e depois da data de validade perde a sua eficácia. Não se torna perigoso ou nocivo, mas simplesmente não é mais capaz de proteger como deveria, e expõe aqueles que ainda o usam ao risco de queimaduras. Isso não significa que, obrigatoriamente, o protetor solar expirado deva ser jogado no lixo: pode ser reciclado e reutilizado, de fato, de muitas maneiras diferentes.

protetor-solar-1

1. Lavar as mãos

O filtro solar expirado, por exemplo, pode ser útil para limpar as mãos, particularmente no caso sejam sujas por causa dos marcadores. Os marcadores, de fato, deixam manchas que são bastante difíceis de ser removidas: ainda assim é possível atingir este objetivo graças aos ingredientes que se encontram neste tipo de creme. É só aplicar um pouco de filtro sobre a área a ser limpada: em um piscar de olhos, a sujeira vai sair e depois disso basta simplesmente lavar as mãos com um pouco de água quente.

2. Retire os resíduos de cola ou adesivos

Outro possível uso de um frasco de protetor solar que já expirou o prazo de validade é remover os resíduos de cola ou adesivos. Mesmo neste caso, o tratamento deste recurso não é complicado: coloque na parte que deve ser limpada, um pouco de filtro e deixe-o por alguns minutos. Mais tarde, remova-o com um pano e quase como por mágica o resíduo pegajoso irá embora e vai desaparecer sozinho.

protetor-solar-2

3. Polir o metal oxidado

Aproveitando-se das propriedades do protetor solar, pode-se também limpar o metal oxidado e eliminar as manchas de cor preta que ficam grudadas: este utilizo pode ser usado, por exemplo, para renovar as jóias oxidadas. Nesse caso, você precisa de um pano como aqueles que são usados para limpar os óculos: coloque um pouco de filtro encima e, em seguida, passe-o sobre a superfície a ser limpada suavemente. Cuidado, porém: este remédio não funciona bem se você está lidando com pedras preciosas e madeira.

protetor-solar-3

4. Restaurar o funcionamento das tesouras

Também as tesouras podem funcionar melhor com a ajuda de um tratamento a base de protetor solar expirado: este produto, de fato, é útil para limpá-las, especialmente se forem sujas depois de ter entrado em contato com a cola (pense por exemplo a quando você corta a fita adesiva de um pacote fechado). O procedimento é sempre o mesmo: despeje um pouco de filtro solar sobre as lâminas e abra e feche as tesouras duas ou três vezes, de modo que o filtro seja distribuído uniformemente. Enfim, limpe tudo com a ajuda de um lenço.

protetor-solar-4

5. Estampar as camisetas

Quem teria imaginado que o protetor solar pode ser usado para estampar e enfeitar as camisetas? Isso mesmo: pegue a foto que você deseja imprimir, derrame um pouco de filtro solar e deixe descansar por um par de horas. Em seguida, a imagem deve ser apoiada na camiseta, com o lado molhado pelo protetor para baixo. Só resta agora passar por cima com o ferro para passar roupa, graças ao calor a imagem será transmitida ao tecido.

 Fonte: cópia integral do site: astoupeiras.com, feito apenas pequenas correções no texto.
Autor: Emilio Bolzani

Oração Reikiana Para as Mãos

 O PODER DE CURA DAS MÃOS

maos-de-luz-animada

Deus, meu Deus;
(Pai e Mãe de todos nós)
fonte única e verdadeira
de onde provem
toda força e luz,
ofereço-Te minha mãos
ao serviço amoroso
de tua infinita Energia.
Reverenciando meus antepassados,
meus mestres (visíveis e invisíveis),
meu santo anjo da guarda,
os Santos Arcanjos de Deus
(Miguel, Gabriel e Rafael)
e aos mestres do Reiki;
peço humildemente
que seja iluminado,
protegido
e direcionado
da melhor forma possível
na canalização do Reiki;
para o máximo bem de todos,
segundo Tua vontade
e revelação da Tua divina glória.
Amém.

Fonte: https://omundodegaya.wordpress.com

Oração Reikiana!

MaosReiki

Pai,
sou parte de um todo,
mergulhada na imensidão cósmica,
no lugar em que é preciso que eu esteja.
Que eu permaneça ao Teu serviço,
em comunhão com todas as criaturas.
Ilumina a minha mente e o meu espírito,
para que eu trilhe os caminhos
da serenidade e do discernimento.
Purifica o meu coração
para que a energia que passe através dele,
em direção às minhas mãos,
continue repleta do Teu Amor.


Pai,
abençoa as minhas mãos
para que elas sejam mensageiras
da Tua Paz e do Teu Bem.
Que elas sejam suaves e acolhedoras
na distribuição dos Teus dons.
Que elas levem a luz da Tua harmonia
aos seres por elas tocados.
Que elas conduzam até meus irmãos
a Tua amorosa energia de cura.
Que as minhas mãos sejam instrumentos
da manifestação do Teu infinito Amor.

Assim seja!

Fonte: Autor Desconhecido!

Escalando a Montanha

escalando

(por John Veltheim)

Viver versus existir – Quantas vezes durante estes últimos trinta anos de desenvolvimento pessoal me perguntei a razão de estar envolvido em tudo isso?

O conceito geral de crescimento pessoal parece, em muitas ocasiões, ser um exercício de masoquismo. Sempre nos confrontando e aos nossos sistemas de crenças; reconhecendo nossas limitações; consertando e reavaliando nossos relacionamentos, etc., etc., etc. … a busca da alma emocional, espiritual, física e financeira e cuidando todos com freqüência para a parte mais negra de nossa composição.

A pergunta que surge é: “- Por que não esquecer tudo isso e simplesmente levar a nossa vida diária fazendo as coisas que as pessoas normais fazem, como todas aquelas pessoas que se vê na TV?”

Há duas respostas principais:

A maioria de nós que está buscando e desenvolvendo não tem escolha. Nascemos com um estado de espírito que nos impele para a busca. Esta força compulsiva está se tornando mais comum enquanto a mente humana e a psique evoluem bem acima do conceito de serem utilizadas para a existência. A psique média agora não se contenta mais em simplesmente “existir”. Que viver numa interação dinâmica com o nosso meio ambiente.

A fim de vivermos com dinamismo a forma de vida que utilizamos, devemos desalojar as obstruções para esta interação dinâmica. Isto inclui o “fabrico” da existência que nós, a raça humana, aceitávamos como “normal” até bem pouco tempo. Os fios típicos no “fabrico” são os sistemas de crenças culturais, conservados a longo tempo ao redor – isolacionismo, preconceito, chauvinismo, orgulho e uma lista sem fim.

Por haver mantido este “fabrico” distorcido e torcido em nossa forma de viver, e porque agora estamos nos dirigindo para o querer viver interagindo, – nós somos forçados a confrontar estas atitudes e sistemas de crenças e a lidar com eles. Quando não lidamos com eles de maneira apropriada, saímos do equilíbrio e terminamos sofrendo – na saúde, emoções, relacionamentos, espiritualmente e financeiramente. Muitas vezes é este sofrimento que nos leva a assistirmos seminários ou ler livros que nos ajude em nossos caminhos.

A segunda razão pela qual nós fazemos tudo isso é porque interiormente sabemos que “existir” dia a dia é uma forma torpe de viver. Quando olho para trás, de forma objetiva, uns dez anos, verifico com rapidez o quanto já caminhei. Ao invés de viver uma vida controlada por pessoas ao meu redor, meu trabalho, minha saúde, meus conceitos limitados, crenças e atitudes, estou agora sempre, de modo crescente, ciente das possibilidades de vida e das alegrias enormes, diárias que posso experienciar da vida e de tudo que faço.

A conscientização crescente equipara-se ao escalar de uma montanha. Quanto mais alto se vai, mais além se enxerga. Quanto mais distante se avança em seu próprio crescimento pessoal, mais capacitado se fica para ver seu próprio potencial em relação a Alegria sem limites em sua vida. É claro, a conscientização crescente pode também fazer que se enxergue os próprios defeitos com mais facilidade, mas esta mesma conscientização fornecerá as ferramentas necessárias para corrigí-los, desta maneira podendo focalizar sobre a Alegria.

As se fazer REIKI por qualquer razão, a pessoa é iniciada em uma freqüência de energia mais alta. Falando com simplicidade, foi dado um grande empurrão para a escalada da montanha da conscientização. Esta conscientização crescente atrairá mudanças em sua vida enquanto seu corpo tentará libertar-se do “fabrico” restritivo da existência sem dinamismo.

É interessante como as pessoas escolhem, com freqüência, tornar as mudanças difíceis para si mesmas, porque não utilizam as ferramentas que são ofertadas para suavizar a estrada.

A interação dinâmica com o meio ambiente pode ser resumida numa palavra: HARMONIA. Quando vivemos em harmonia, estamos vivendo com Alegria, conscientização, amor e paz.

A função primária da Força de Vida Universal em partículas subatômicas é inter-atuar constantemente entre todos os átomos do Universo para mantê-lo em estado constante de Desenvolvimento Harmônico em sua vida!

O REIKI é, contudo, mais do que uma ferramenta. Como já foi mencionado anteriormente neste artigo, quando se é Iniciado no REIKI, sua vibração energética eleva-se. Significa que se for usado ou não como ferramenta, mudanças na sua vida continuarão a ocorrer, por causa da crescente conscientização. Quando olhamos para as pessoas que fizeram o REIKI há uns anos atrás e escolheram não utilizá-lo regularmente, é óbvio, assim mesmo, que ocorreram mudanças. Podem ter sido atraídos por um caminho espiritual diferente ou estudo de vida que provavelmente não teria acontecido se não tivessem sido Iniciados dentro de uma conscientização maior que os capacitaria a enxergar a possibilidade.

Energização da Aura e dos Chakras

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén