Byosen – sentir a energia

Na prática de Reiki é muito comum haver sensações nas palmas das mãos, com o fluir da energia. Essas sensações são representações do estado energético da pessoa que está sendo tratada, quer seja outra pessoa ou quer sejamos nós no auto-tratamento. Nos animais também é possível fazer a leitura, é um pouco mais difícil, mas é possível. A avaliação energética é diferente de um diagnóstico médico e isso o Reikiano não deve fazer.

Essa avaliação energética tem um conjunto de representações às quais o Mestre Usui chamava Byosen, ou “acumulação de doença”. Esta avaliação é resultante das posições que vamos executando ao longo do corpo do receptor (ou do nosso próprio). Hoje em dia aprendemos um protocolo de 12 ou 15 posições de tratamento, que mapeiam a cabeça, articulações e os nossos chakras principais ou glândulas endócrinas. Sabemos que no início, o Mestre Usui ensinava algo bem mais simples – Tratar da cabeça (a fonte de todos os nossos problemas) e depois da zona afetada. No seu novo livro “This is Reiki” (Isto é Reiki – Ed. Pensamento), Frank Arjava Petter entrevista o Mestre Ogawa e uma das questões é precisamente o tratamento a outros:

Arjava Petter: Usa 12 ou 15 posições de mãos que correspondem aos chakras ou glândulas endócrinas, como usamos na tradição ocidental do Reiki? Quanto tempo deixa as mãos em cima ou numa posição em particular? Junta os dedos das mãos? Usa as duas mãos? Esta é a forma como aprendemos Reiki.

Ogawa: Deixamos que o Byosen nos guie e não usamos um tratamento standard. Uma vez que aprendam a escutar o byosen, não há necessidade para um sistema. O mais importante ponto é tratar a cabeça. Por vezes é preferível ficar numa posição por uma hora, por exemplo.

Frank Arjava Petter diz-nos que:

“Os ensinamentos originais não aplicavam nenhum tratamento standard. Usui Sensei como Hayashi Sensei davam manuais aos seus alunos com um guia de tratamento para doenças comuns, mas estes eram para os iniciantes inexperientes. Os praticantes experientes aprendiam uma técnica avançada que é, infelizmente, incomum para nós fora do Japão. De acordo com Chiyoko Sensei, Koyama Sensei e Ogawa Sensei, tanto Usui Sensei como Hayashi Sensei trabalhavam com o que Usui Sensei chamava Byosen… Usui Sensei criou esta palavra de dois Kanji. O primeiro é Byo, que significa doente, doença. O segundo caracter, Sen, significa acumulação, ou bloqueio dos vasos, nos casos da linfa ou do sangue. Juntos (os kanji) descrevem a acumulação ou bloqueio devido a toxinas…”


Os vários tipos de Byosen

Onnetsu 温熱 – Calor/Febre :
Sentimos este calor quando as mãos são colocadas numa zona que esteja rígida, tensa, ou com ligeira deficiência de energia no corpo do receptor. Este calor é ligeiramente superior à temperatura do corpo.

Atsui Onnetsu 熱い温熱
Calor Intenso – a zona necessita de energia. As mãos podem ficar quentes, muito quentes, pode até dar a sensação de que todo o corpo está aquecendo.

Piri Piri Kan ぴりぴり感
Sensação de formigueiro. Se a tensão e rigidez do corpo for mais séria, tem-se a sensação de formigueiro nas palmas e nas pontas dos dedos.

Hibiki 響き– Pulso, Eco
Hibiki é uma sensação tipo “pulso”, que indica que a energia está estimulando os vasos sanguíneos, causando contração e expansão. Neste ponto o sangue começa a circular com maior fluidez. Pode ser algo como uma infecção, cansaço profundo, irritabilidade ou início de algum distúrbio energético na pessoa que poderá originar uma doença física.

Itami 痛み– Dor
Itami e uma sensação de dor nas mãos que nos indica que o estado do Byosen, do receptor é crítico. Quanto mais grave o estado, mais dor pode gerar. A dor pode passar para a parte superior das mãos, pulsos, cotovelos, ombros.

Isto não significa que estamos absorvendo energia negativa do receptor, esse fenômeno não é possível de acontecer com o Reiki, no entanto, devem afastar as mãos de qualquer desconforto, sacudir, verificar a ligação com o Reiki e voltar ao tratamento, por exemplo, começando das extremidades para o centro da questão.

Samui 寒い –  Frio
Bloqueio do chakra, consciente ou inconsciente, pode estar associado a um trauma. (Este byosen não faz parte do conjunto inicial de cinco, no entanto, é uma sensação que por vezes é sentida e como tal deve ser esclarecida).

Fonte:
Frank Arjava Petter
João Magalhães
Cris Quadros (revisão e tradução)